Saudade...


Eu cresci. Por dentro e por fora (e, reconheço, pros lados). 
Sou gente grande, como se dizem por ai. 
E o mundo à minha volta, à nossa volta, virou aldeia, 
somos todos vizinhos, todos vivendo apertados, 
financeira e emocionalmente falando. 
Saudade de uma alegria descomunal, 
de uma esperança gigantesca, 
de uma confiança do tamanho do futuro 
—  quando o futuro também era infinito à minha frente.

Martha Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!