[Resenha]: "O Jardim das Borboletas", de Dot Hutchison




Título nacional: O Jardim das Borboletas

Título original: The Butterfly Garden

Autora: Dot Hutchison

Tradução: Débora isidoro e Carolina C. Coelho

Nº de Páginas: 303

Ano de lançamento no Brasil: 2017

Editora: Planeta

Gênero: Romance policial / Thriller




Um homem muito rico, mentalmente doente, conhecido como "Jardineiro", tem um lindíssimo jardim cheio de flores, árvores frondosas e borboletas. Mas não borboletas comuns, são meninas, entre 16 e 21 anos, sequestradas e mantidas em cativeiro, onde são forçadas a se submeter a sua mente doentia .

No cativeiro, elas são renomeadas e têm a pele, principalmente das costas, tatuada com enormes asas de borboletas. E, como borboletas, elas têm uma vida útil curta. Mas o "Jardineiro" as preserva para que possa admirá-las para sempre.

Depois de muitas décadas, o jardim/cativeiro é finalmente descoberto e uma das "borboletas" sobreviventes, chamada Maya, é levada para prestar seu depoimento ao FBI. E o que ela conta sobre a vida no "jardim" é  estarrecedor.

"O Jardim das Borboletas", de Dot Hutchison, é um romance sombrio e perturbador. A trama emociona e incomoda. O único porém é o final, que é meio forçado e confuso.  Uma história tão original merecia um desfecho infinitamente melhor. 


Sobre este livro...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!