[Resenha]: "Identidade Roubada", de Chevy Stevens





No final de um dia comum de trabalho, a corretora de imóveis Annie O'Sullivan foi sequestrada. Ficamos conhecendo detalhes do sofrido ano em que ficou nas mãos de um psicopata como refém,  através de suas sessões de terapia. Ao longo das 26 sessões, que formam os capítulos do livro, o leitor se torna testemunha dos sentimentos de Annie. Fica conhecendo a tortura física e emocional que ela sofreu no cativeiro, as cicatrizes emocionais que carrega e a difícil jornada para recuperar o controle de sua vida.

A fuga de Annie do cativeiro dá início a investigação policial para descobrir a identidade e a motivação do sequestrador. A verdade vem à tona aos poucos e choca, porque nos coloca de frente com  a indiferença, com o egoísmo e a loucura do ser humano.

Eu senti muitas emoções enquanto lia o livro. Amei o estilo de escrita e o ritmo do enredo. A intensidade da história e a reviravolta imprevisível no final, fizeram com que a história merecesse 5 florzinhas.


Título nacional: Identidade Roubada
Título original: Still Missing
Autora: Chevy Stevens
Tradução: José Roberto O’Shea
Nº de Páginas:  256
Ano de lançamento no Brasil: 2011
Editora:  Arqueiro
Gênero: Thriller psicológico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você por aqui!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique à vontade!
Bjs da Cris!