[Resenha]: "A Morte de Ivan Ilitch", de Leon Tolstói





Depois de cair de uma escada, Ivan Ilitch desenvolve uma doença persistente e dolorosa que acaba por matá-lo. Durante as semanas que antecederam sua morte, e que foi forçado a passar na cama, Ivan iniciou um longo processo de busca pelo sentido da vida, e descobriu terem sido poucos os momentos da sua existência que tiveram real significado. 

Ele sempre fez, sem questionar, o que a sociedade que o rodeava lhe impunha como correto. Mas, no leito de morte, percebeu que viveu uma vida de aparências, tanto no trabalho, quanto no casamento e em suas demais relações sociais. O fato de não ter sido verdadeiro e íntegro durante sua breve passagem por este mundo o deixa muito infeliz. Por isso, além da dor física, a dor do arrependimento o invade também. 

Praticamente sozinho, pois sua família insiste em ignorar o fato de que ele está morrendo, Ivan é tomado por uma enorme angústia frente a morte que se aproxima. Ele simplesmente não consegue entendê-la, mas sabe que ela vai levá-lo embora. Diante disso, a raiva, o desespero e o medo o dominam e produzem  os pensamentos que tornam este pequeno livro inesquecível. É impossível não se comover com o sofrimento de Ivan Ilitch. E mais impossível ainda, é passar por esta leitura e não refletir sobre as questões essenciais da vida. 

Título nacional: A Morte de Ivan Ilitch
Título original: Smert' Ivana Ilyicha
Autor: Leon Tolstói
Tradução: Vera Karam
Nº de Páginas: 62
Formato: eBook Kindle  
Ano de lançamento no Brasil: 2010
Editora: L&PM
Gênero: romance russo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!