Eu li: "Claros Sinais de Loucura"


"Claros Sinais de Loucura", da escritora Karen Harrington, é um bom exemplo de como um assunto difícil, pode ser tratado de forma leve e simples. O livro é narrado em primeira pessoa por Sarah Nelson, uma garota de 12 anos, extraordinária em todos os sentidos. 

Quando Sarah tinha apenas dois anos, uma tragédia aconteceu: sua mãe enlouqueceu e afogou ela e seu irmão gêmeo. Sarah sobreviveu, mas o irmão não teve a mesma sorte. Desde o ocorrido, a mãe vive em uma instituição psiquiátrica e a menina mora com o pai, que é alcoólatra. 

Pai e filha gostariam de esquecer o ocorrido, mas na última década, sempre que os detalhes da tragédia voltam a ser notícia, eles mudam de cidade tentando manter o anonimato. Desta forma, a menina nunca se sente realmente em casa e se atormenta com a possibilidade de ser, no futuro, louca como a mãe.

Tentando encontrar por conta própria respostas para as muitas perguntas que povoam sua cabeça, Sarah passa o tempo conversando com sua planta de estimação e escrevendo cartas para Atticus Finch, o advogado de "O Sol é Para Todos", que ela elegeu como o pai ideal. Além disso, tem o hábito de colecionar palavras novas e anotar seus significados em um diário. Através dessas palavras a gente tem a oportunidade de conhecer os sentimentos da menina. 

Devido as circunstâncias, Sarah é um exemplo de resiliência. Uma garota que anseia por uma vida normal e que enfrenta seus problemas com bravura. É impossível não se encantar com ela!

Livro: Claros Sinais de Loucura
Título original: Sure Signs of Crazy
Autor: Karen Harrington
Tradução: Edmundo Barreiros
Páginas: 254
Ano de lançamento no Brasil: 2014
Editora: Intrínseca
Categoria:  Literatura Estrangeira 
Preço: R$ 19,90 (Livraria Saraiva, em 06/06/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!