[Resenha]: "Boo", de Neil Smith





Apesar de ter apenas 13 anos, Oliver Dalrymple não tem uma vida fácil. Além de um problema cardíaco que o limita fisicamente, ele não possui grandes habilidades de comunicação e interação social. Extremamente inteligente, solitário, com pele clara como um fantasma e cabelo loiro-branco arrepiado, recebeu dos colegas da escola o apelido de Boo e, frequentemente, é vítima de bullying.

Em um determinado dia, depois de mais um episódio de bullying, Boo estava na frente do seu armário na escola recitando a tabela periódica tentando se acalmar e se recompor, quando de repente caiu no chão. Quando recobrou os sentidos estava no céu. Sim, Oliver "Boo" Dalrymple havia morrido provavelmente de um ataque cardíaco. Mas quando seu colega de escola, Johnny Henzel, chegou no céu dias depois trazendo notícias perturbadoras sobre o falecimento dos dois, Boo vai se empenhar para desvendar os detalhes que cercaram sua estranha e repentina morte.

O que mais me chamou a atenção neste livro foi a originalidade. A imagem de céu criada pelo autor é muito diferente de tudo que eu já li, e eu gostei disso! Boo é um adolescente peculiar e um personagem inesquecível. Não se deixe enganar pela capa do livro que, apesar de muito criativa, parece meio juvenil. A verdade é que a trama não é pueril, pois aborda questões sérias e oportunas, como: bullying, transtorno mental, amizade e perdão. A única coisa que me incomodou um pouquinho foi o uso exagerado de palavrões, levando em consideração a pouca idade dos personagens. Mas, no geral, o livro vale muito a pena; o final foi uma completa surpresa para mim. 


Título nacional: Boo 
Título original: Boo: A Novel
Autor: Neil Smith
Tradução: Elisa Nazarian
Nº de Páginas: 371
Ano de lançamento no Brasil: 2016
Editora: Fábrica 231
Gênero: Romance canadense

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!