[Resenha]: "Tudo Que Você Quiser Que Eu Seja", de Mindy Mejia





Em "Tudo Que Você Quiser Que Eu Seja" vamos conhecer Hattie Hoffman, uma estudante do último ano do Ensino Médio, dividida entre o que ela queria e o que ela achava que os outros queriam que ela fosse. Atriz nata, ela não se sente integrada a sua pequena cidade natal e planeja fugir para Nova York, depois de se formar.  Até que consiga escapar para a Broadway, ela opta por viver interpretando e se mostra do jeito que as pessoas esperam que ela seja: uma filha amorosa, uma namorada doce e tímida, uma estudante aplicada e uma amiga boa ouvinte e paciente.

Hattie manipula a todos e acha que tem total controle da situação, mas manobrar os outros visando interesse próprio, acaba provocando sua morte. Seu corpo foi encontrado esfaqueado em um celeiro abandonado na zona rural da cidadezinha em que vivia e de onde planejava fugir.

Três narradores vão expor e examinar os eventos que levaram ao assassinato: Del Goodman, o xerife da cidade e melhor amigo do pai de Hattie; Peter Lund,  professor de inglês e de teatro de Hattie, que tenta escapar de seu casamento infeliz tendo um caso com ela; e a própria Hattie. O surgimento de novos elementos são fundamentais para que se descubra a identidade do assassino e se conclua se Hattie era mesmo uma manipuladora obsessiva ou apenas uma adolescente, cheia de desejos secretos, em busca de sua própria identidade. 

A narrativa de Mindy Mejia prende o leitor do começo ao fim. A história fascina e fluiu rapidamente. Gostei muito e recomendo.


Título nacional: Tudo Que Você Quiser Que Eu Seja
Título original:  Everything You Want Me to Be
Autora: Mindy Mejia
Tradução: Waldéa Barcellos
Nº de Páginas: 328
Formato: eBook Kindle  
Ano de lançamento no Brasil: 2018
Editora: Rocco Digital
Gênero: Suspense policial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você por aqui!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique à vontade!
Bjs da Cris!