[Resenha]: "Perto o Bastante Para Tocar", de Colleen Oakley




Título nacional: Perto o Bastante Para Tocar
Título original:  Close Enough to Touch
Autora: Colleen Oakley
Tradução: Valéria Lamim
Nº de Páginas: 373
Formato: eBook Kindle
Ano de lançamento no Brasil: 2017
Editora: Bertran Brasil
Gênero: Romance norte-americano


Solidão é a primeira palavra que me vem à mente quando lembro da história de Jubilee Jenkins, que aos seis anos foi diagnosticada como alérgica a seres humanos, ou seja, se a pele de outra pessoa tocasse a dela, poderia ser fatal. 

Aos 17 anos, depois de passar por uma humilhante experiência de quase morte na escola, Jubilee tornou-se reclusa e viveu os últimos nove anos sem sair de casa. No entanto, após a morte de sua mãe, que não vivia com ela mas a sustentava financeiramente, Jubileu foi forçada a sair de sua zona de conforto, passar por cima de seu medos, e se aventurar fora de casa em busca de um emprego para se manter.

Uma vaga de trabalho na biblioteca da cidade, o retorno de antigos conhecidos ao seu convívio e a chegada de novas pessoas, como Eric Keegan e seu filho Aja, são fundamentais para transformar a vida de Jubilee, dando a ela o entusiasmo necessário para não se ver mais como uma aberração da natureza e pensar, inclusive, em aceitar um tratamento experimental.

Eu gostei da história, da originalidade da enfermidade de Jubilee e da mensagem de superação e autoaceitação, mas não gostei do final. A autora tentou uma reviravolta apressada, como se ela estivesse indecisa sobre que fim dar aos seus personagens. Ao meu ver, gerou uma expectativa confusa e desnecessária. 


Minha Avaliação


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!