Eu assisti: "A Chave de Sarah"


O drama "A Chave de Sarah", do diretor francês Gilles Paquet-Brenner, mostra um amargo episódio da história da França, quando durante a  2ª Guerra Mundial, as autoridades francesas, cúmplices de Hitler, retiram  milhares de judeus de suas casas e os levam presos para o Velódromo de Paris, conhecido como Vel’ d’Hiv. 

Antes de ser levada junto com sua família, a pequena Sarah  Starzynski (Mélusine Mayance),  esconde seu irmão menor num armário de seu apartamento, tranca a porta com uma chave e promete voltar para buscá-lo logo. 

De posse da chave do armário, Sarah tem como único objetivo conseguir retornar a Paris e salvar seu irmão.

O filme alterna passado e presente e é narrado sob a ótica da jornalista Julia Jarmond (Kristin Scott Thomas), que em 2009 é encarregada de preparar uma reportagem sobre o holocausto em Paris e ao investigar sobre o assunto, encontra um elo entre a sua família e a história da Sarah. 

A única ressalva que faço ao filme, é que no momento em que a história se desloca para os dias atuais, foca demais a vida da jornalista, diminuindo o espaço dado à trajetória da menina. O que é uma pena!

"A Chave de Sarah" é um filme denso que fala sobre a dor humana e a difícil convivência com a culpa. Emocionante e surpreendente. Gostei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!