[Resenha]: "Um Cavalheiro em Moscou", de Amor Towles





A história de "Um Cavalheiro em Moscou" se passa na Rússia, poucos anos após a deflagração da Revolução comandada por Lenin, que derrubou o czarismo, perseguiu a nobreza e instalou o governo socialista dos bolcheviques. O personagem principal do romance é o conde Aleksandr Ilitch Rostov, um aristocrata, representante do regime deposto, que só escapou de ser morto pelos bolcheviques porque escreveu, na juventude, um poema que convocava as pessoas à ação. O conde foi poupado de ser morto, mas por pertencer a antiga classe dominante, foi condenado a prisão domiciliar pelo resto da vida. Caso saísse à rua, seria fuzilado.

Depois da sentença condenatória, Aleksandr Rostov voltou para o Hotel Metropol, em Moscou, onde vivia e foi obrigado a trocar a sua elegante suíte, por um quartinho de nove metros quadrados no sótão do magnífico edifício. Aos 33 anos, começou a cumprir a prisão domiciliar, uma restrição definitiva à sua liberdade e uma espécie de humilhação. Tal circunstância perdurou por 32 anos e durante todo este tempo o conde jamais perdeu a postura e a essência de um cavalheiro, sem, no entanto, ser pedante ou esnobe. 

Tendo em mente que um homem deve ter domínio sobre suas circunstâncias para não ser dominado por elas, e que a prova mais clara de sabedoria é uma alegria constante, o conde se empenhou em extrair o melhor daquela situação. Nunca se queixava de seu confinamento, era  otimista, sensível, e sempre gentil e educado com funcionários e hóspedes. Com dignidade e empatia, foi lentamente alinhavando amizades sinceras e uma vida plena dentro dos limites do hotel. E dali do saguão, acompanhou 30 anos da história política, econômica e social do seu país: de Lenin a Stalin, da Revolução Socialista à Guerra Fria.  

A escrita de Amor Towles é fascinante e dá para notar que ele fez uma extensa pesquisa para apresentar a história da URSS como pano de fundo da história do conde Rostov, que, por sinal, foi um dos melhores personagens que encontrei este ano. Aliás, todos os personagens do livro são muito bem delineados. Só me ressenti um pouco do final de um deles, porque ficou muito vago, destoando dos demais que tiveram suas tramas bem amarradinhas. Mas, no geral, fica a dica de uma leitura envolvente.

Título nacional: Um Cavalheiro em Moscou
Título original: A Gentleman in Moscow
Autor: Amor Towles
Tradução: Rachel Agavino
Nº de Páginas: 506
Formato: eBook Kindle
Ano de lançamento no Brasil: 2018
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance histórico


Este é o Hotel Metropol, em Moscou. (Sim, ele é real!)
É um grande palácio de Art Nouveau, construído na virada do século
passado, e logo foi tomado pelos comunistas para abrigar
burocratas e impressionar os visitantes estrangeiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!