[Resenha]: "Minha Avó Pede Desculpas", de Fredrik Backman





"Minha Avó Pede Desculpas", de Fredrik Backman, conta a história do belo legado que uma avó meio fora dos padrões, muito carinhosa e humanitária, deixa para sua neta Elza. Uma menina de 7 anos, precoce e solitária, que tem na figura da avó sua maior amiga.

Elsa está passando por um momento difícil. Seus pais são divorciados. Ela vive com a mãe e com o padastro. A mãe lhe dedica pouco tempo porque trabalha muito, e está esperando um bebê, o que deixa Elza enciumada. E, para piorar tudo ainda mais, ela sofre bullying na escola. 

Para ajudar a neta a lidar com seus medos e inseguranças, e a entender o mundo real, a avó cria um mundo de fantasia: a Terra-dos-Quase-Despertos. Um lugar  que possui estrutura própria e é formado por muitos reinos e vários personagens únicos e diferentes. O problema é que durante boa parte da leitura, a combinação de realidade e fantasia me confundiu mais do que cativou. Apenas na última metade do livro as coisas começaram a fazer sentido e, então, percebi que Fredrik Backman criou uma história profunda e tocante, que aborda temas sensíveis como família, amizade, tolerância, solidariedade, perda e perdão. 

Este é o segundo livro do autor que eu leio. O primeiro foi o maravilhoso "Um Homem Chamado Ove".


Título nacional: Minha Avó Pede Desculpas
Título original:  Min Mormor Hälsar Och Säger Förlåt
Autor: Fredrik Backman
Tradução: Paulo Chagas de Souza
Nº de Páginas: 390
Formato: eBook Kindle  
Ano de lançamento no Brasil: 2018
Editora: Fábrica 231
Gênero: Romance sueco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!