[Resenha] "Do Outro Lado", de Carrie Hope Fletcher



Título nacional: Do Outro Lado

Título original: On The Other Side

Autora: Carrie Hope Fletcher

Tradução: Cláudia Mello Belhassof

Nº de Páginas: 262

Formato: eBook Kindle

Ano de lançamento no Brasil: 2017

Editora: Fábrica 231

Gênero: Romance inglês



De repente Evie Snow, de 82 anos, acorda e se vê no elevador do prédio onde viveu aos 27 anos. Ela tem certeza que não estava naquele ambiente antes de adormecer. Tinha certeza também que não ia  àquele prédio a mais de cinquenta anos! Olhou para a porta do apartamento 72, o seu apartamento, tirou do bolso a chave, enfiou na fechadura, mas a chave não virou. Neste momento, Evie se depara com Lieffe, o porteiro do prédio, que havia morrido há muito tempo. Conversando com ele, Evie descobre que também está morta, havia morrido dormindo. Lieffe explicou que o edifício era a sala de espera da vida após a morte. Como tiveram o período mais feliz de suas vidas naquele prédio, depois que morreram voltaram. Quanto ao fato de não ter conseguido abrir a porta, o porteiro esclareceu que a alma da pessoa deve ser leve para passar pela porta e seguir para a verdadeira vida após a morte. Então, Evie precisaria se livrar de tudo que mantinha sua alma pesada: culpas, ressentimentos, sentimentos reprimidos e segredos guardados. Evie necessita iluminar seu coração, dizendo seus segredos mais escondidos às pessoas mais importantes: seu filho, August; sua filha, Isla, e seu único amor verdadeiro, Vincent Winters. Como essas pessoas estão vivas, Evie as visitará em seus sonhos. 

A premissa do livro é interessante: Evie chega à porta de seu paraíso pessoal e para poder entrar, tem que se desfazer do peso do seu passado. Eu até gostei que ela pudesse ser ouvida pelos seus entes queridos enquanto eles dormiam. Evie penetra em seus sonhos e revela antigos segredos. Isso os ajuda a conhecê-la melhor e a melhorar as suas próprias vidas. O que eu não gostei muito, foi que Evie misturou componentes mágicos aos seus segredos. Achei estranho mostrar elementos irreais como algo habitual e corriqueiro. Eu até reconheço que isto é uma particularidade do realismo mágico, mas, às vezes, os elementos mágicos pareciam exagerados e fora de lugar. Os personagens ficam surpresos ao se depararem com eles, mas agem como se aquilo fosse comum, só que eu, como leitora, continuava achando tudo muito esquisito e forçado! Para mim, Evie ter plantado seu próprio coração no gramado do quintal, e depois sair para se casar com o melhor amigo, foi um pouco demais! 

Além disso, senti falta de consistência em alguns temas como, por exemplo, diversidade sexual, que foi citada algumas vezes, mas não foi aprofundada em nenhuma delas. Não foi legal também a falta de propósito da personagem principal. Não vi sentido no raciocínio que levou Evie a fazer a escolha absolutamente infeliz que fez. Escolha que prejudicou não só a sua vida, mas também machucou as pessoas que a amavam de verdade. 

Concluindo, “Do outro Lado”, de Carrie Hope Fletcher, não me convenceu e, por isso, não funcionou para mim.


Minha avaliação


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!