[Resenha] "Só Escute", de Sarah Dessen




Título nacional: Só Escute

Título original: Just Listen

Autora: Sarah Dessen

Tradutora: Alessandra Esteche

Nº de Páginas: 320

Ano de lançamento no Brasil: 2017

Editora: Seguinte

Gênero: Romance norte-americano





"Só Escute", de Sarah Dessen, conta a história de Annabel, a caçula de três irmãs.Todas muito bonitas, modelos nas horas vagas e que, aparentemente, têm uma vida perfeita. No entanto, não é bem assim! Annabel, por exemplo, deseja abandonar as passarelas mas, para não desgostar a mãe, continua a modelar. Ela tem um temperamento gentil e faz de tudo para evitar confrontos, por isso prefere sofrer em silêncio, a provocar qualquer desconforto aos outros. 

Neste contexto de viver a vida sem afrontar ou incomodar, acontece algo em uma festa no final do ano letivo, que provoca um grande trauma em Annabel, mas que ela, claro, esconde de todos. E, para piorar ainda mais as coisas, a maldosa Sophie, antes sua melhor amiga, lhe faz uma acusação completamente falsa. Enquanto não conhecemos a verdadeira natureza de todos esses tristes eventos (o que só acontece quase no final do livro), Annabel vai narrando o seu cotidiano intercalando-o com flashbacks, o que ajuda a conhecer o seu núcleo familiar e consequentemente os motivos que a levam a sofrer calada.

Quando começa o novo ano letivo, Annabel está isolada sem amigos, até conhecer Owen Armstrong. Um colega de escola  excluído também e obcecado por música, que vivia se metendo em brigas, mas agora está tentando mudar. Sua maneira de lidar com as emoções é sempre dizer a verdade e preencher todos os silêncios com música. Owen é uma inspiração para Annabel e eles ficam cada vez mais próximos. Owen ensina a Annabel o valor de escutar não só todos os tipos de música, mas, especialmente, a si mesma. Afinal, quando ouvimos o coração e fazemos o que realmente queremos, conseguimos desenvolver a autoestima e experimentar a felicidade .

Definitivamente esse livro tem muito a ensinar sobre a importância de enfrentar os problemas de frente e de ser honesto consigo mesmo e com os outros. Sobre a conveniência de ser amigo, principalmente de nós mesmos. Sobre a necessidade de não ter medo nem silenciar diante da maldade alheia. E, ainda, transmite a melhor das mensagens sobre empatia e respeito: "Não pense ou julgue. Só escute".

Avaliação


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!