[Resenha] "Você se Lembra de Mim?", de Megan Maxwell



Título nacional: Você se Lembra de Mim?

Título original: Hola, ¿Te acuerdas de mí?

Autora: Megan Maxwell

Tradutora: Sandra Maria Dolinsky

Nº de Páginas: 531

Formato: eBook Kindle

Ano de lançamento no Brasil: 2016 

Editora: Essência

Gênero: Romance espanhol




Em “Você Lembra de Mim?”, a escritora Megan Maxwell criou duas histórias conectadas entre si, dentro de um mesmo romance. A primeira parte do livro é ambientada na Alemanha nos anos 60, e conta a verdadeira história de amor de Carmen e Teddy, os pais da escritora. A segunda parte se passa 35 anos depois, no início dos anos 2000, e é completamente ficcional. Conta a história de Alana, que seria a filha de Carmen e Teddy. São duas histórias que ocorrem em momentos diferentes, mas que compartilham o mesmo sentimento: o amor.

Nos anos 1960 a Espanha estava vivendo tempos difíceis, o que forçou muitos espanhóis a emigrar para outros países em busca de trabalho. Carmen, juntamente com sua irmã Loli, vão embarcar na jornada de suas vidas deixando para trás a família para começar a trabalhar na Alemanha. Lá, ela conhece o bonito Teddy, um cabo paraquedista norte-americano, que se tornará o grande amor de sua vida. Eles planejavam uma vida juntos, mas a guerra do Vietnã jogou por terra o futuro que sonhavam. De repente, Carmen se viu grávida e só, e foi muito guerreira ao enfrentar a sociedade conservadora da época, que não via com bons olhos as mães solteiras. 

A escritora Megan Maxwell explicou que escreveu o livro para prestar uma homenagem à mãe, que lutou muito para criá-la. Com este propósito, ela primeiro contou a verdadeira história de amor dos pais e, depois, inventou um final feliz, já que na vida real isso não aconteceu. A segunda parte do livro, que se passa 35 anos após o fim da primeira, é completamente imaginada. Esta seção traz a história de Alana, filha do casal da primeira parte do livro. Ela é jornalista em uma grande revista espanhola, e aceita passar algumas semana em Nova York a trabalho. Na Big Apple conhece o americano Joel Parker que, como seu pai, é  militar. Com medo de passar pelo que a mãe passou, Alana tenta não se envolver, mas a atração que sente é forte demais. Eles começam a namorar e com a ajuda de Joel, a jornalista consegue esclarecer algumas questões mal resolvidas na história de seus pais. Isso possibilitará um final feliz para a história inacabada da Alemanha. 

A primeira parte do livro é contada de uma maneira bem simples e meio lenta, mas carregada de muito sentimento. Então, por favor, não desista da leitura. Na segunda parte a história flui mais rapidamente. Ambas as partes, no entanto, trazem trilhas sonoras maravilhosas, personagens adoráveis, relações de amizade preciosas, e o amor como fio condutor das tramas.  Este romance que mistura realidade e ficção me fez rir e chorar, e eu o recomendo a todos.


Avaliação


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!