Eu li: "O Primeiro Último Beijo"



Eu acredito que o grande desafio do leitor de “O Primeiro Último Beijo” é não desistir do livro por causa da desordem cronológica que a história é contada. Com muitos saltos para frente e para trás no tempo, pois cada capítulo se passa em um ano diferente, entre 1994 e 2012, eu precisei fazer anotações no keep para não me perder na leitura. Mas vale muito a pena persistir e montar o quebra-cabeça, pois a história de Ryan e Molly é sublime.

A história começa em 2012, quando Molly Carter está se mudando de sua casa. Ela está só e enquanto acomoda os pertences em caixas, é tomada por recordações da época em que teve sua vida ligada a Ryan Cooper, seu primeiro amor.

Esses flashbacks são os responsáveis pelo livro não ter uma narrativa linear, pois os acontecimentos vão sendo contados a medida que Molly vai se lembrando deles. E são muitas lembranças, pois ela e Ryan se conheceram quando eram adolescentes. Deram o primeiro beijo em 1994, quando ela tinha 15 anos, e ele dezessete (foi desastroso); o segundo beijo (incrível) foi aos vinte e poucos anos, quando se cruzaram durante as férias em Ibiza. Foram morar juntos quando os seus amigos ainda tinham transas de uma noite só, mas depois se separaram por um tempo, só para perceber que pertenciam um ao outro. Ficaram noivos em Nova York, no Central Park, em 2005, no dia do aniversário de 26 anos dela. E casaram-se em Ibiza, no ano seguinte. Entretanto, em 2012, quando a história começa a ser contada, Ryan não está mais na vida de Molly. O motivo da ausência é, a princípio, desconhecido, mas a medida que a trama avança algumas pistas sobre o que aconteceu vão surgindo, aguçando nossa curiosidade e nos envolvendo em emoções cada vez mais fortes. 

Trechos sobre diferentes beijos, que se encaixam perfeitamente no enredo, abrem os capítulos de “O Primeiro e Último Beijo”.  Beijos que Ryan e Molly compartilharam ou que perderam a chance de experimentar ao longo dos anos que estiveram juntos, se esforçando para fazer a relação dar certo. Diferentemente de Ryan, que sabe o que quer, Molly tem muita sede de independência e em alguns momentos, além de se sentir incomodada com a falta de liberdade, questiona a acomodação do companheiro. Essa incompatibilidade provoca altos e baixos na relação, mas o amor que sentiam os manteve unidos até onde foi possível.

Eu dei quatro estrelinhas ao livro, devido a estrutura extremamente confusa da trama de Ali Harris. Se não fosse isso, ganharia cinco estrelas facilmente, uma vez que a intensidade do sentimento de Ryan e Molly e o brilho da sua história são arrebatadores e inesquecíveis. 

Livro: O Primeiro Último Beijo
Título original: The First Last Kiss
Autor: Ali Harris
Tradução: Sandra Martha Dolinsky
Páginas:  448
Formato: eBook Kindle
Ano de lançamento no Brasil: 2016
Editora: Verus
Categoria: Ficção Inglesa / Romance

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!