Eu li: "Um Hotel na Esquina do Tempo"


"Um Hotel na Esquina do Tempo", de Jamie Ford, acompanha Henry Lee em dois momentos da sua vida: os idos de 1942 - os anos da guerra -, quando ele, americano, filho de chineses, tem 12 anos e se apaixona por Keiko, uma menina americana, filha de japoneses; e o ano 1986, quando ficou viúvo de Ethel, encontra-se aposentado e com muito tempo ocioso. Situada em Seattle, a história se desenrola em capítulos alternados entre os dois períodos de tempo.

Nos capítulos referentes a 1942, Henry e Keiko se conhecem na escola, tornam-se grandes amigos e descobrem o amor. Mas é uma época em que a guerra está por todo lado e o ódio e o preconceito que ela gerou também. O pai de Henry, por exemplo, odiava os japoneses. Ele era um nacionalista chinês que, vivendo nos Estados Unidos, se ocupava em levantar milhares de dólares para a luta contra os japoneses na terra natal. Portanto, em hipótese alguma aceitaria o romance de seu filho.

Depois do ataque a Pearl Harbor, quando os japoneses atacaram a base norte-americana no Pacífico, a família de Keiko e todas as demais famílias de origem japonesa tornaram-se prisioneiras e foram enviadas para campos de concentração nos Estados Unidos, mas longe de onde moravam. Por causa disso, Henry acabou perdendo o contato com Keiko. 

O tempo passa e ele começa a namorar Ethel, uma menina chinesa que recebe a aprovação de sua família. Quando a Guerra acabou, eles se casaram e tiveram um filho: Marty. Nunca mais Henry ouviu falar de Keiko, nunca mais a viu, mas nunca deixou de pensar nela.

Nas capítulos  referentes a 1986, encontramos Henry viúvo. Um dia, passando em frente ao Hotel Panamá, um antigo marco de Seattle, ele avista uma coletiva de imprensa em andamento. Os pertences de algumas famílias japonesas foram localizados no porão do hotel. Uma verdadeira cápsula do tempo, dos anos de guerra. Com a ajuda de seu filho e da noiva dele, Henry procurou e encontrou cadernos de desenhos de Keiko e um disco de jazz - agora quebrado - que ele e Keiko haviam comprado juntos, selando o amor deles com uma música que gostavam muito.   

A descoberta desses objetos faz com que  Henry reexamine o passado e com a ajuda do filho entenda que deve procurar por Keiko, pois todos devemos procurar o que nos falta. Todos temos direito a uma segunda chance. Todos merecemos a felicidade.

"Um Hotel na Esquina do Tempo" é a comovente história  de um amor que sobreviveu a 40 anos de distância. Gostei muito!

Livro: Um Hotel na Esquina do Tempo
Título original: Hotel on the Corner of Bitter and Sweet
Autor: Jamie Ford
Tradução: Regina Lyra
Páginas: 366
Ano de lançamento no Brasil: 2012
Editora: Agir
Categoria: Literatura estrangeira / Romance / Ficção histórica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!