[Resenha] "A Caderneta Vermelha", de Antoine Laurain


Caminhando pelas ruas de Paris em uma manhã tranquila, o livreiro Laurent Letellier encontra uma bolsa feminina abandonada em uma lata de lixo. Não há nada em seu interior que indique a quem pertence, nenhum documento, endereço, celular, nada... Mas a bolsa contém uma série de outros objetos: um frasco de perfume, um chaveiro, uma nécessaire com produtos de maquiagem, um isqueiro, uma caneta, uma presilha de cabelo, um livro, mas o que mais chama a atenção do livreiro é uma caderneta Moleskine vermelha que guarda em suas páginas os pensamentos da desconhecida. A letra é elegante e desenvolta. Laurent estava fascinado por aquelas reflexões que se sucediam, aleatórias, tocantes, desmioladas, sensuais. Embora se sentisse meio descortês por ler a caderneta, não conseguia largá-la e percebeu que a sua dona era uma pessoa que ele adoraria conhecer.

Decidido, Laurent inicia uma longa jornada para encontrar a dona da bolsa. Não será tarefa fácil! Como encontrar uma mulher desconhecida em uma cidade de milhões de habitantes? Aliando romance e mistério, o autor Antonie Laurain nos brinda com uma história encantadora de duas vidas unidas pelo acaso.

Eu adorei esta leitura! O livro é sensível e delicado. Uma comédia romântica deliciosa! Vale muito a pena conferir.

Livro: A Caderneta Vermelha
Título original: La Femme Au Carnet Rouge
Autor: Antoine Laurain
Tradução: Joana Angélica d'Avila Melo
Páginas: 132
Ano de lançamento no Brasil: 2014
Editora: Alfaguara
Categoria:  Literatura Estrangeira / Romance 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!