Sou pipoca!


Sabe aquele milho que sobra na panela 
e se recusa a virar um floquinho branco, macio e alegre? 
Piruá. 
E aí tenho que concordar com o escritor Rubem Alves, 
que já escreveu sobre o assunto: 
tem muita gente piruá neste planeta. 
Gente que não reage ao calor, que não desabrocha. 
Fica ali, duro, triste e inútil pro resto da vida.
Não cumpre sua sina de revelar-se, de transformar-se em algo melhor. 
Não vira pipoca, mantém-se piruá. 
E um piruá emburrado, que reclama que nada lhe acontece de bom. 
Pois é. 
Perdeu a chance de entregar-se ao fogo, tentou se preservar, danou-se.

Martha Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!