Vivência...


O tempo me ensinou a não acreditar demais na morte nem desistir da vida: 
cultivo alegrias num jardim onde estamos eu, os sonhos idos, 
os velhos amores e seus segredos.
E a esperança – que rebrilha como pedrinhas de cores entre as raízes.

Lya Luft

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!