Eu li: "O Doador de Memórias"


"O Doador de Memórias", de Lois Lowry, mostra uma comunidade que vive em um mundo aparentemente ideal, sem doenças, desigualdades e guerras, mas também sem cores, sem amor e sem alegrias verdadeiras, pois as pessoas são treinadas para manter seus sentimentos sob controle.

É uma sociedade ordenada e pacata que conhece apenas o presente e vive sob o comando de um Estado que eliminou os vestígios do passado, numa suposta forma de proteger o indivíduo de si mesmo.

Apenas uma pessoa, o Doador, é encarregada de armazenar as memórias, de forma a poupar os demais habitantes do sofrimento. É o cargo mais importante da comunidade e é também função do Doador guiar os habitantes com sua sabedoria.

A cada indivíduo é atribuído um papel naquela comunidade. Quando Jonas completou 12 anos, idade em que toda criança é designada à profissão que irá seguir, ele foi escolhido para ser o próximo Recebedor de Memórias. Isso significa que será o único a guardar lembranças do passado e a ter conhecimento de sensações, experiências e sentimentos humanos que foram varridos daquele mundo. 

À medida que o treinamento com o velho Doador progride,  a desilusão toma conta do menino, pois ele descobre segredos sombrios que se escondem sob aquela frágil perfeição. Ele descobre também o universo extraordinário que lhe foi roubado e  não conseguindo mais se adaptar a falsa realidade da sua sociedade futurista toma uma decisão que irá testar a sua coragem, inteligência e resistência. 

"O Doador de Memórias" é um livro instigante, cheio de questões profundas, que inspira discussões.

Livro: O Doador de Memórias
Título original: The Giver
Autor: Lois Lowry
Tradução: Maria Luiza Newlands
Páginas: 190
Ano de lançamento no Brasil: 2014
Editora: Arqueiro
Categoria:  Literatura Estrangeira - Ficção
Preço: R$ 29,90 (Livraria Cultura, em 14/10/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!