Eterno enquanto dure...


Amor permanente... Como a gente se agarra nessa ilusão.
Pois se nem o amor por nós mesmos resiste tanto tempo sem umas reavaliações.
Por isso nos transformamos, temos sede de aprender, de nos melhorar,
de deixar pra trás nossos imensuráveis erros,
nossos achaques, nossos preconceitos,
tudo o que fizemos achando que era certo e hoje condenamos.
O amor se infiltra dentro de nós, mas seguem todos em movimento:
você, o amor da sua vida e o que vocês sentem.
Tudo pulsando independentemente, e passíveis de se desgarrar um do outro.

Martha Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!