Eu assisti: "Tatuagem"


"Tatuagem", do diretor Hilton Lacerda, se passa em 1978 e tem como pano de fundo a  repressão política da ditadura militar. O filme conta a história de amor entre um recruta do exército brasileiro, Fininha (Jesuíta Barbosa) e Clécio (Irandhir Santos), o líder de uma trupe teatral que encena espetáculos subversivos, zombando despudoradamente das instituições oficiais. O amor deles será regulado pelo conflito entre os dois mundos tão diferentes. 

O jovem soldado se depara com um ambiente totalmente novo e diferente em relação ao cotidiano no quartel e ao convívio com sua família religiosa. Um ambiente que o atrai. Ele será obrigado a fazer uma escolha que, fatalmente, lhe trará consequências: participar da repressão a subversivos como Clécio ou abandonar o exército. 

O elenco bem afinado, se entrega de corpo e alma ao longa (a gente sente isso!). O talentoso e carismático Irandhir Santos, dá show de interpretação. Ele é brilhante e destaco a cena em que canta “Esse Cara”. Simplesmente divina!  A química entre Irandhir e Jesuíta Barbosa é incrível. Gostei muito também do ator Rodrigo García, que interpreta Paulete, e aponto a cena da conversa entre Paulete e Clécio como uma das mais comoventes do filme. Vale registrar ainda que a trilha sonora é muito boa.

Merecidamente vencedor de vário prêmios, "Tatuagem" é um dos melhores filmes nacionais que eu já assisti.



Mais um pouquinho do ótimo Irandhir:

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!