Cinco razões para amarmos Mark Ruffalo...


O texto a seguir (incluindo o título) é da harpersbazaar.co.uk, e foi escrito por Rebecca Cope.

Ele é sério sobre como agir... Depois de se formar no ensino médio, Ruffalo perseguiu uma carreira no palco, aprimorando sua arte no Conservatório Stella Adler e fundando o Orpheus Theatre Company. Seu primeiro papel de destaque veio em 2000, ao lado de Laura Linney,  no aclamado "Conte Comigo" (You Can Count On Me), com os críticos comparando-o a Marlon Brando. 

Mas... não é muito sério. Ele pode ser um dos melhores atores de sua geração, mas isso não impediu que Ruffalo participasse de filmes mais alegres ao longo do caminho. Na verdade, ele reuniu uma base grande de fãs que gostam de filmes do tipo "mulherzinha", aparecendo em: "Voando Alto" (View From The Top - 2002), "De Repente 30" (13 Going On 30 - 2004), "E Se Fosse Verdade" (Just Like Heaven - 2005) e "Dizem Por Aí" (Rumor Has It - 2005). 

Ele é multi-talentoso. Ao contrário de muitos atores que se transformaram em diretores [...], Ruffalo conseguiu fazer a passagem, ganhando o Prêmio Especial do Júri no Sundance Film Festival na sua estreia como diretor, no filme "Sympathy for Delicious", sobre a história de um DJ em busca de cura espiritual depois de ficar paralítico. 

Ele é politicamente ativo. Ao longo dos anos Ruffalo tem usado frequentemente sua fama como um trampolim para discutir questões que mexem com seu coração, da defesa do direito ao aborto ao fracking. Ele também tem sido contestador baseado em suas lealdades políticas e foi um proeminente crítico da administração Bush. [...]

Ele é um homem de família. Como parte de uma grande família italiana, não é nenhuma surpresa que Ruffalo valorize sua vida doméstica mais do que o estilo de vida de Los Angeles, escolhendo viver com sua esposa Sunrise e seus três filhos longe de Hollywood. 

Traduzi este post aqui para o blog poque achei relevante - enaltece o Mark. Mas me decepcionei com o último trecho, porque a autora nomeou os filhos de Mark como Nicole, Tania e Scott, que, na verdade, são os irmãos dele. Scott, inclusive, já é falecido. *

É uma pena o erro em algo tão básico... Mas, as demais informações estão certinhas, Mark é isso mesmo: um cara cheio de razões para gente amar!

* Oba! Acabaram de fazer a correção! Que bom!

Um comentário:

  1. Amo Mark por simplesmente amar, ele de fato é tudo isso e mais um pouco <3

    ResponderExcluir

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!