Daí...


Daí a gente dorme. Dorme porque isso ainda se pode. Não de conchinha, mas dorme. 
Daí a gente sonha. Não com alguém, mas com o desejo de ir além. 
Daí a gente acorda. Não ouvindo um “bom dia”, mas torcendo pra ser. 
Daí a gente vive. Não só por viver, mas pra tirar do singular, tudo que a gente sonhou plural. 

Matheus Rocha
Crédito da imagem: loveliegreenie

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade! Mas, seja gentil, ok!
Mensagens ofensivas não serão publicadas.
Bjs da Cris!