Mark Ruffalo apoia a permanência da luta livre no programa olímpico


A notícia de que o COI (Comitê Olímpico Internacional) recomendou que a luta, em suas respectivas categorias olímpica e greco-romana, deixasse de integrar o programa olímpico a partir de 2020, levantou uma intensa campanha a favor da permanência dessa modalidade esportiva.

Em um esforço para salvar a luta olímpica, equipes dos EUA, Rússia e Irã se apresentaram, ontem, no evento "Rumble on the Rails".  Mark Ruffalo estava lá.

Mark Rufffalo no Grand Central Terminal, em NY - by Joe Camporeale - USA TODAY Sports

Ao ser entrevistado, Mark disse: "Quando eu ouvi que o COI estava considerando seriamente retirar a luta do  núcleo de esportes, eu pensei que era uma verdadeira vergonha. Então, como os jogadores estavam pedindo alguma ajuda eu quis jogar meu chapéu no ringue e ajudar da maneira que eu puder". 

Mark, além de ter sido um lutador no Ensino Médio, fez amizade com grandes lutadores durante os seis meses em que filmou Foxcatcher.  No filme, ele representará o campeão olímpico de Wrestling, David Schultz.

Segundo Mark, eventos desse tipo são importantes porque despertam as pessoas para a beleza e a importância dessa modalidade esportiva. 

Fontes:
olympictalk.nbcsports
mmajunkie

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!