Pra frente é que se anda...


Nossas atenções precisam ser direcionadas.
Ficar olhando antigas fotos, relendo antigas cartas ou lembrando antigas cenas
é tirar a dor do quarto dos fundos e trazê-la para o meio da sala. Evite.
O tempo só será generoso na medida em que você usá-lo
para fazer coisas mais produtivas: procurar amigos sumidos,
praticar um esporte, retomar um projeto adiado, viajar.
As atenções têm que estar voltadas para os lados e para frente.
O quartinho dos fundos tem que ficar fechado uns tempos,
a dor mantida em cativeiro, sem ser alimentada.
Amores passados contentam-se com migalhas e sobrevivem muito:
ajude-se, negando-lhes qualquer banquete.
A fartura agora tem que ser de vida nova.

Martha Medeiros

Crédito da foto: flickr

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso "News"!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Fique a vontade!
Bjs da Cris!